Score baixo: 3 coisas para NÃO fazer se quiser subir sua pontuação

Você tem o nome limpo, mas o score de créditos continua no vermelho? Talvez você esteja fazendo a coisa errada. Neste conteúdo, você vai entender o que está fazendo seu score cair e como aumentar sua pontuação. Continue acompanhando!

O score de crédito é uma pontuação que vai de 0 a 1000, usada para classificar a reputação financeira de pessoas físicas e jurídicas. Para as instituições financeiras, o score indica se você é um bom pagante ou apresenta risco de inadimplência. 

Como funciona o cálculo do Score

O score é calculado pelos birôs de crédito, e cada um calcula a pontuação com base em determinados fatores. No geral, os fatores levados em conta são:

  • Se as contas são pagas em dia;
  • Se existem dívidas ativas no CPF;
  • Frequência com a qual você tenta obter crédito.

As classificações variam de acordo com o birô de crédito, mas o modelo mais usado é o seguinte:

  • de 0 a 300 pontos: ruim;
  • de 301 a 500 pontos: regular;
  • de 501 a 700 pontos: bom;
  • de 701 a 1000 pontos: muito bom.

Por que o score baixo é ruim?

Como vimos, o score indica a reputação financeira tanto de pessoas como de empresas. Uma pontuação alta, mostra que você é um bom pagante. Essa reputação é fundamental para conseguir benefícios em bancos. 

Ao solicitar crédito ou pedir um empréstimo, os bancos vão avaliar o quão seguro é conceder tais benefícios a você. Se o seu score for baixo, os bancos podem negar o crédito e impor várias restrições financeiras, como juros mais altos sobre o empréstimo e condições ruins de pagamento.

Afinal, os bancos precisam ter alguma garantia de que não serão prejudicados ao conceder os benefícios.

A pontuação do score vai depender do seu comportamento financeiro, podendo aumentar e diminuir de acordo com as suas ações. Portanto, se as suas finanças estão desorganizadas, isso pode refletir na sua pontuação de forma negativa.

Ninguém quer viver com restrições, por isso, ter uma pontuação positiva é essencial para a sua vida financeira. Para te ajudar nessa jornada, trouxemos algumas dicas do que não fazer para começar a ver a pontuação subir. Confira!

1. Atrasar o pagamento de contas e faturas

Pagar as contas em dia é o fator mais importante para aumentar o score. Significa que a sua vida financeira está organizada e você está conseguindo honrar seus pagamentos. Por isso, evite ao máximo atrasar o pagamento de faturas de cartão de crédito e contas no geral.

O pagamento integral das faturas tem sido um fator de peso para o aumento do score.

Uma dica que damos é organizar suas finanças pessoais. Você pode usar um caderno para anotar todos os seus ganhos e gastos e os prazos dos pagamentos, ou utilizar meios mais modernos, como os aplicativos.

Um aplicativo muito bom para organizar as finanças pessoais é o Mobills. Nele é possível separar a sua receita em:

  • Saldo atual;
  • Despesas;
  • Receitas;
  • Cartão de crédito.

E ainda acompanhar gráficos muito didáticos que mostram o quanto você gastou por mês em cada área, como alimentação, vestuário etc.

Muitas fintechs disponibilizam a opção “metas” para definir o quanto você quer gastar no mês. As fintechs são uma ótima forma de acompanhar os gastos e realizar pagamentos sem burocracia.

2. Simular empréstimos com frequência

Simular empréstimos com frequência pode parecer uma tentativa desesperada de obter crédito, indicando que você pode estar negativado. Esse comportamento é um sinal de alerta para as instituições financeiras, o que faz o score diminuir alguns pontos. 

O problema de simular empréstimos está na consulta do CPF, portanto, se a instituição financeira faz a consulta do CPF para simular os valores, é melhor evitar. No entanto, nos aplicativos das fintechs é possível fazer a simulação sem consulta, assim você não perde pontos de score. 

3. Solicitar crédito com frequência

Simular crédito e solicitar com frequência também indicam um comportamento desesperado, além de fazer as empresas consultarem seu CPF, o que já faz a pontuação cair alguns pontos.

O cartão de crédito é tido como um risco de crédito. Qualquer operação financeira que envolve confiança, como quando um banco libera um limite de crédito e precisa confiar que o cliente irá pagar, é um risco de crédito.

Por isso, os bancos consultam a reputação financeira do solicitante, como o histórico de pagamentos e movimentações financeiras. O excesso de consultas no CPF, faz o score cair porque é um comportamento que demonstra instabilidade. 

Como aumentar o score?

Além de se atentar a esses comportamentos financeiros, ser um bom pagante e evitar consultas frequentes no seu CPF, existe uma maneira rápida e fácil de aumentar o seu score: Contratando o serviço de aumentar score da Help. 

Com a Help Technology o seu score sobe para uma pontuação acima de 500 pontos em até 30 dias úteis. Assim, você não precisa brigar com a pontuação e ficar torcendo para aumentar. 

É uma garantia de que o seu score será positivo e você terá mais chances de contratar cartões de crédito, fazer financiamentos e pedir empréstimos com condições de pagamento melhores. 

Ficou interessado? Entre em contato conosco no WhatsApp (11) 4746 8556 e fale com um de nossos consultores. Está pronto para ter mais liberdade financeira?

Para mais infos:

Telefone: (11) 4746 8556 (São Paulo)
Telefone: 0800 591 5517 (demais localidades)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *