O que é Social commerce ?

Social commerce

Social commerce é um termo usado para descrever qualquer atividade online onde os consumidores falam sobre os produtos ou compram em um ambiente social. Ou seja, podemos utilizar a influência do boca a boca no comércio eletrônico.

É considerado o ato de comprar um produto ou serviço de forma nativa nas plataformas de redes sociais, como Facebook, Instagram, Pinterest ou WhatsApp.

Mas ele não se limita apenas no ato da compra em si, também se faz presente na interação que as redes sociais proporcionam com a troca de informação sobre os produtos da marca.

Desta forma, o consumidor tem a possibilidade de emitir sua opinião e classificar a qualidade tanto do produto como do atendimento realizado durante o processo de compra.

Como funciona o social commerce

você pode usar essa estratégia tanto para promover os seus produtos, quanto para vendê-los.

Para começar, você precisa produzir conteúdo de extremo valor para atrair a sua persona.

Você pode publicar artigos no seu blog, postar vídeos no YouTube ou até mesmo criar um podcast e compartilhar tudo isso nas suas redes sociais.

O lance é produzir um material que realmente seja útil para o seu público, assim você cria um vínculo de proximidade com elas e, ao mesmo tempo, educa essas pessoas sobre a sua empresa e o seu produto.

Assim, quando chegar a hora de comprar as chances são que elas vão se lembrar do seu negócio. E, por isso, tendem a comprar de você.

E quando o momento da compra chegar, você precisa estar preparado.

Vantagens

Entender como o social commerce funciona provavelmente te deixou curioso sobre as vantagens que essa estratégia pode trazer para o seu negócio.

A mais evidente delas é construir uma relação de intimidade e confiança com o seu público-alvo.

“Você pode usar as mídias sociais para transformar estranhos em amigos, amigos em clientes e clientes em vendedores”.

Visibilidade

As mídias sociais, especialmente aquelas que oferecem opções de social commerce, têm uma enorme base de usuários.

Ou seja, é muito mais provável que o seu consumidor esteja na plataforma, apenas “esperando” para encontrar seus produtos ou serviços.

Desse modo, você potencializa o alcance e a visibilidade da marca, colocando-se não apenas presente em termos de engajamento, mas presente de forma operacional.

Assim, sua empresa empodera esses consumidores, facilitando a ação da compra.

Aproximação como consumidor

O social commerce também pode ajudá-lo a aumentar o tráfego e o engajamento da empresa, já que os usuários podem se conectar com sua marca de forma rápida e fácil.

Isso é importante porque, à medida que sua marca alcança mais clientes em potencial, você fará mais vendas e ganhará mais dinheiro.

Claro, essa é uma dinâmica que depende de várias métricas, como sua taxa de conversão. Mas vamos supor que ela se mantenha a mesma.

É uma forma de se aproximar do consumidor, empoderando-o.

Publicidade direcionada

As empresas podem facilmente direcionar seu público com anúncios altamente segmentados.

As redes sociais e plataformas digitais contam com ferramentas de anúncios capazes de segmentar o público através de uma série de indicadores, desde suas atividades, até suas preferências.

Praticidade

A conveniência do social commerce é um de seus maiores pontos fortes.

O cliente pode pesquisar um produto e comprar sem ter que sair de sua plataforma favorita.

É uma via de mão-dupla: facilita para que você encontre seu público-alvo, e facilita para que eles encontrem você.

Experiência atrativa

Ok, a rede social pode potencializar suas vendas… Mas seu valor vai muito além disso.

Compradores em potencial, que podem não estar procurando por produtos, estarão lá quando não estariam em um site de vendas.

Essas pessoas estarão navegando pela timeline e, nesse meio tempo, serão impactadas por seus anúncios, compartilhamentos, likes e os comentários.

É uma forma de reformular sua estratégia inbound, aquecendo a ideia do produto ou de sua solução em sua mente.

Quem deseja começar a usar o social commerce precisa se adaptar às linguagens e às características das redes sociais. O usuário é bombardeado com informações diariamente, tanto é que textos muito longos e layouts com muitas informações acabam passando despercebidos. Portanto, tente evitá-los!

Lembre-se de utilizar uma linguagem leve e descomplicada, procure entender o que o seu cliente deseja e foque suas ações para convertê-lo. Você pode disponibilizar opções para o seu público entrar em contato com a sua empresa por meio de comentários, mensagens e classificações. Dessa forma, ele poderá tirar dúvidas e fazer sugestões.

Instagram, Facebook e Pinterest permitem que o consumidor realize as suas compras por meio da própria rede social. Seus consumidores podem navegar no Facebook, ter interesse por um produto e, em seguida, realizar uma compra. É possível inserir os botões de ação, como “comprar agora” e, assim, incentivar a aquisição por impulso  essa facilidade é uma comodidade para o consumidor.

Nesse cenário, as redes sociais são um dos canais mais utilizados atualmente e muitos lojistas já viram isso como uma ótima oportunidade de vendas, principalmente no e-commerce. E é assim que o social commerce, como é denominada essa prática, está ganhando cada vez mais espaço no meio virtual.

Agora que você já sabe o que é social commerce, chegou a hora de fazer o Design do seus serviço para postar na suas redes sociais.

A Help tem profissionais qualificados com experiência no mercado!

Entre em contato com a gente .

E-mail: Marcela.rodrigues@helptechnology.com.br

WhatsApp: Marcela Rodrigues

Telefone: (11) 4746 8556 (São Paulo)

Telefone: 0800 591 5517 (demais localidade)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *