Marketplace: Motivos para investir

marketplace
 Hoje os marketplaces são um dos modelos de negócio mais rentáveis do mercado.

 

  Este formato traz sucesso para quem é vendedor, e principalmente para quem decide montar o seu próprio marketplace. As startups de maior sucesso na atualidade, como Uber, Apple e Airbnb, utilizam esse tipo de plataforma.

 Marketplaces conhecidos podem dar uma enorme visibilidade aos seus produtos, uma vez que sua base formada por marcas sólidas, com alto alcance e boa reputação agregam credibilidade a seu negócio quando um cliente que já conhece tais marcas tem a confiança para adquirir seus produtos por meio do Marketplace.

O marketplace, tem cadastro de produtos que são ilimitados e os pedidos são registrados automaticamente. Além disso, há um gerenciamento personalizado de perguntas, respostas e comentários.

  • Categorias:
  • Acessórios para veículos;
  • Alimentos e bebidas;
  • Animais;
  • Bebês e brinquedos;
  • Beleza e cuidado pessoal;
  • Roupas e acessórios;
  • Casa, Móveis e Decoração;
  • Celulares e Telefones;
  • Eletrodomésticos;
  • Livros;

  Com tantos gastos para gerir um site, tais como hospedagem, TI, manutenção, etc, uma das grandes questões para quem pensa em ter um marketplace é: como lucrar?

Existem algumas formas de fazer isso e aqui vamos falar de três principais:

Comissão: é o jeito mais comum para que marketplaces monetizem e lucrem. A comissão geralmente é cobrada na forma de um percentual sobre a venda – podendo variar de acordo com o tamanho dela. Pode também basear-se em uma taxa fixa.

Freemium: o marketplace é oferecido de graça, sem comissão sobre as vendas, mas cobra um valor sobre ferramentas premium. Essas podem ser desde algo que melhore a visibilidade ou que ofereça um serviço de entrega, etc.

Assinatura: a assinatura também entra como uma opção, podendo ser mensal ou anual, principalmente se não tem como intermediar as transações dos negócios que estão hospedados.

 Menos custos com marketing: o potencial viral de um marketplace traz outra grande vantagem e economia, que são os custos com marketing! Como a sua rede é formada por compradores e vendedores, será do interesse dos vendedores atraírem seu público para a plataforma, diminuindo a necessidade de grandes gastos.

 Construir um modelo próprio de venda online é um desafio para as empresas, porém pode ser bastante recompensador.

Em 2020, o setor teve um crescimento de 41% se comparado com o ano anterior e a expectativa é de que siga alcançando bons resultados em 2021, até em razão da aceleração do processo de transformação digital.

Dessa forma, com um trabalho bem-feito, as empresas podem conquistar boa margem de lucro com o comércio eletrônico. Afinal, o perfil do consumidor tem mudado e fica aberto às compras online.

O marketplace é um atalho relativamente mais rápido para levar seus produtos de encontro aos seus clientes mas, ATENÇÃO, caso você tenha uma loja virtual, é importante que você não descuide do seu negócio.

Analise o momento atual da sua empresa, a melhor maneira de trabalhar com sua persona e claro, seus produtos.

O marketplace oferece uma grande oportunidade de aumento de vendas do seu negócio.

Os maiores marketplaces brasileiros possuem em média 40 milhões de potenciais compradores, o que significa que, trabalhando com esse mercado, você amplia em 80% sua possibilidade de novos clientes realmente interessados no seu produto.

Um ótimo exemplo disso é a Magazine Luiza: ao procurar um computador, o cliente poderá encontrar diversas marcas, da mais renomada até uma mais recente no mercado. Se as características e o preço do último computador forem mais vantajosos que as demais, é bem provável que o cliente realize a compra. Enquanto isso, se a mesma optasse por trabalhar apenas de maneira convencional, teria um extenso trabalho de construção da marca, relacionamento com público, entre outras longas etapas para enfim conquistar a confiança para realizar uma venda.

 Esse ambiente virtual reúne em um único lugar produtos de diversas lojas, além de que são comercializados pela própria rede que oferece o espaço de marketplace.

É possível encontrar na Amazônia, por exemplo, produtos vendidos pelo gigante americano e também outros comercializados por varejos menores.

Além da venda dos produtos, o marketplace, muitas vezes, também se responsabiliza por gerenciar o pagamento e a frete do produto até o cliente final, oferecendo até mesmo garantia em alguns casos.

Por mais que não haja um investimento inicial, é importante dizer muitas vezes que essas plataformas cobram uma comissão (em percentual) sobre cada venda realizada pela loja parceira.

Ou seja, aderir ao a um marketplace, talvez você não precise gastar nada para começar, mas sua margem será menor a cada venda.

Agora que você já sabe a importância e como aderir um Marketplace chegou a hora de entrar em contato com o time da Help!

E-mail: marcela.rodrigues@helptechnology.com.br

WhatsApp:  Marcela Rodrigues

Telefone: (11) 4746 8556 (São Paulo)

Telefone: 0800 591 5517 (demais localidades)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *