Marketplace cresce 52% em 2020

Marketplace

Conheça o que é Marketgplace e quais são suas vantagens

 

O que significa marketplace?

O conceito de marketplace é muito simples: uma grande loja virtual que permite que diferentes lojistas virem seus parceiros de vendas.

De um lado, o e-commerce oferece toda a plataforma de vendas e influência de uma marca consolidada. Do outro, o lojista pode utilizar uma estrutura pronta de vendas para atrair o consumidor e crescer o seu negócio.

Existem marketplaces para a oferta de produtos novos e usados e até serviços. Alguns sites permitem a venda apenas para o consumidor final, no varejo; e outros permitem vendas corporativas para CNPJs, no atacado.

Ao invés de pagar pelo aluguel de um espaço físico, o varejista paga uma comissão sobre pedidos aprovados.
Assim, o cliente do marketplace consegue encontrar uma grande variedade de produtos e categorias no mesmo lugar.
Ele pode comprar produtos de segmentos distintos, e de diferentes lojistas e adquirir tudo em um único carrinho, em uma loja que ele já conhece e confia, efetuando um só pagamento.

 

O marketplace não para de crescer

Marketplace: devo ou não investir? - Revista da Papelaria

Esse modelo de negócio já tinha um potencial enorme de crescimento e a pandemia acabou acelerando esse processo. De acordo com um relatório da Ebit|Nielsen, em 2020, os marketplaces cresceram 52%, acima do total do mercado, e somaram cerca de 148 milhões de pedidos, crescimento de 38% com relação a 2019.
Não é à toa que os varejistas dessas plataformas têm participação de 78% no faturamento total do mercado. (Ebit|Nielsen)

Dos consumidores que já fizeram pedidos de produtos de lojistas no marketplace, 90,7% deles afirma que a experiência de compra nestes canais foi “boa” ou “ótima”, ressaltando a precisão do produto recebido – de acordo com o anúncio do site – e o prazo de entrega rápido como fatores positivos.
Em contrapartida, atrasos e fretes altos foram fatores apontados por quem não gostou da experiência de compra nestes canais – o que são pontos de melhoria para as lojas parceiras levarem em conta. (UPS Pulse of the Online Shopper, 2019).

Já na hora de escolher o canal onde comprar, o consumidor pesa fatores como: preço, confiança na marca do marketplace, já ser cliente da loja, o site e lojistas emitirem nota fiscal, além do site ter loja física (Ebit, 2019).

Como funciona o marketplace

O Crescimento dos Marketplaces no Brasil - Blog da Plataforma de Marketplace  SM Places
O marketplace funciona em um modelo de parceria, iniciada após o cadastro, análise de dados e a aprovação do lojista.

Não é preciso pagar taxas de configuração e nem mensalidades para começar a vender em um marketplace. Mas, para aumentar a credibilidade e chances de crescimento da loja, muitos canais solicitam que os vendedores estejam com o negócio regularizado, ou seja, com um CNPJ apropriado para vender no varejo e emitindo notas fiscais.

Apesar disso, os requisitos são simples e um CNPJ de microempreendedor (MEI) já é o suficiente para começar as vendas. Com os requisitos ok, o varejista pode se cadastrar e, assim que as informações forem analisadas, ele receberá uma resposta sobre a aprovação para início da parceria.

O lojista aprovado no pré-cadastro precisará configurar sua loja dentro do marketplace, colocando logotipo e informações sobre a empresa. Depois terá que subir os dados de seus produtos no site, fazendo o cadastro individual ou massivo (por planilha ou integração de plataformas de e-commerce ou ERPs compatíveis).

Os produtos cadastrados passam por um processo de aprovação e depois começam a ser vendidos nos sites do marketplace. Quando o cliente faz um pedido e esse pedido é aprovado, o canal cobra uma comissão sobre o valor.

Daí para frente, os lojistas precisam acompanhar todos os pedidos dos sites, empacotar os pedidos, gerar e afixar a etiqueta com dados dos clientes, além da nota fiscal e depois enviar o pedido do cliente. Alguns canais podem oferecer facilidades logísticas para seus parceiros permitindo que eles levem o produto a uma agência conveniada aos Correios ou outros e o próprio canal segue com o processo de entrega até o cliente.

Além disso, aqui estão algumas vantagens que têm atraído muitos lojistas a vender no marketplace:

Marketplace cresce e potencializa ganhos de lojistas - eMóbile

  1. Visibilidade e credibilidade:
    Em geral os maiores marketplaces possuem uma vasta audiência e clientes fiéis, que confiam muito nas marcas. Por isso, as lojas se beneficiam dessa reputação conseguindo atrair atenção desses consumidores qualificados;
  2. Grande oportunidade de vendas:
    Os marketplaces são boas oportunidades de gerar mais vendas para lojas de todos os tamanhos. Como os sites são muito acessados e há alta demanda dentro deles, é fácil que alguns destes pedidos se direcionem para as lojas parceiras;
  3. Maturidade da plataforma:
    O marketplace é uma plataforma de vendas muito madura, com meios de pagamento diferenciados, alto investimento em segurança, tecnologia e marketing. Por isso, os parceiros podem conectar seus produtos rapidamente e já começar a vender;
  4. Custo x retorno:
    Outra vantagem dos marketplaces é que o investimento é baixo e relacionado ao retorno em pedidos aprovados. Por isso, há um risco menor (e mais barato) do que se investir em uma plataforma de e-commerce própria que exigiria testes, ajustes e um bom investimento em marketing até ser reconhecida pelos clientes;
  5. Auxílio na operação e vendas:
    Muitos marketplaces oferecem outras facilidades além da plataforma. Logística de entrega e fulfillment, integração com ERP e plataformas de e-commerce, possibilidade de criar anúncios patrocinados dentro da plataforma, crédito para investir no negócio ou mesmo auxílio na produção de anúncios mais vendedores;
  6. Possibilidade de crescimento:
    Alguns canais ainda oferecem treinamentos para os lojistas não apenas aprenderem a usar as plataformas de marketplace, mas também receberem dicas para serem mais competitivos e se desenvolverem. Como as dicas são de especialistas nos temas, isso ajuda bastante as lojas a estruturarem suas operações e crescerem.

É importante para os comerciantes usarem o Marketplace como uma ferramenta para alavancar as vendas de sua loja, fazer sua marca ser reconhecida na internet e, assim, conquistar a confiança dos consumidores que estão cada dia mais criteriosos e buscam, além de um bom preço, uma ótima experiência de compra.

 

Gostou do post?, visite o site da Help e leia muitos mais assuntos como este.

Para mais infos:

E-mail: ana.paula@helptechnology.com.br

Whatsapp: Ana Paula Mota 

Telefone: (11) 4746 8556 (São Paulo)
Telefone: 0800 591 5517 (demais localidades)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *