INADIMPLÊNCIA cresce em 2022…….

INADIMPLÊNCIA

INADIMPLÊNCIA É O ALVO PRINCIPAL DOS BRASILEIROS

 

Devido a crise econômica muitos brasileiros ficaram inadimplentes nós últimos anos, e com isso a dificuldade de sair do vermelho vem ficando cada vez mais difícil.

O nível de endividamento médio das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos, segundo a Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), divulgada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

A proporção das famílias que utilizam o cartão de crédito como principal tipo de dívida alcançou a máxima do indicador: 81,8% do total de famílias.

Entre as famílias com mais de 10 salários mensais, o cartão é o principal tipo de dívida para 82,6% delas. Crédito pessoal, carnês de lojas e financiamento de carro também se destacaram entre as modalidades mais procuradas.

O principal motivo é  inflação, juros elevados e mercado de trabalho formal ainda frágil. Soma-se a isso o vencimento de despesas típicas do primeiro trimestre, que deverá apertar ainda mais os orçamentos domésticos neste período”,

Ficar inadimplente e ter o nome na Serasa, além de restringir diretamente o acesso ao crédito e desorganizar a vida financeira das famílias, também afeta o score de crédito do consumidor.

“Vale lembrar que cada caso é um caso. A elevação ou decréscimo do score após entrada ou saída da lista de inadimplentes dependerá de uma série de fatores. Entre eles estão o valor da dívida, quantidade de parcelas em atraso e quanto tempo aquele CPF permaneceu na lista de inadimplência” Um estudo da área de análises de informações da Serasa mostra o mais atualizado perfil do inadimplente brasileiro.

Perfil do consumidor inadimplente

• Os homens são maioria, com 50,9% dos inadimplentes;

• As pessoas que ganham de 1 a 2 salários mínimos é a mais atingida (39,1%), seguida dos que ganham até 1 salário mínimo (38,8%);

• A maioria dos inadimplentes possui apenas uma dívida (37,3%). Mas 30,7% dos consumidores negativados possuem quatro dívidas ou mais;

• 19,4% dos inadimplentes têm idade entre 41 e 50 anos. Em segundo no ranking estão os jovens de 18 a 25 anos (14,9% do total).

Devido todos esses fatores, algumas empresas fornecem um serviço chamado reabilitação de crédito. Que faz com que  pessoa negativada, fiquei blindada  de dívidas durante 12 meses, e com isso recuperando seu score e a credibilidade com as financeiras. Podendo se estabilizar financeiramente e acertando suas dividas.

Se identificou com a matéria?

Clique aqui e saiba como sair do vermelho ou entre em contato no E-MAIL

marcela.rodrigues@helptechnology.com.br

Telefone

 

1 comentário em “INADIMPLÊNCIA cresce em 2022…….”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *