Hipertensão: Menos de 1/5 dos pacientes recebe os cuidados adequados, segundo pesquisa da UFPel

hipertensão

A hipertensão, mais conhecida como “pressão alta”, é uma doença crônica que atinge 38 milhões de brasileiros, sendo menos de um quinto deles devidamente tratados. A doença é um fator de risco para doenças cardiovasculares e renais. 

Em 2019, apenas 18,8% das pessoas obtiveram orientações de excelência para lidar com a doença, enquanto seis anos antes a taxa era de 25,3%, segundo estudo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), publicado na segunda (27), na Revista Epidemiologia e Serviços de Saúde (RESS). 

A desigualdade social é o principal fator para a taxa ter caído consideravelmente. Com a alta taxa de desemprego (9,4% em abril, segundo Ipea) e inflação (7,89% em maio segundo divulgação do Banco Central) os brasileiros encontram grandes dificuldades em ter acesso a saúde de qualidade. 

No estudo, foram utilizadas informações das edições de 2013 e 2019 da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os respondentes da pesquisa foram adultos com 18 anos ou mais diagnosticados com hipertensão. É tido como cuidado adequado da doença quando os pacientes recebem recomendações dos médicos e profissionais de saúde durante as consultas como:

  • manter uma alimentação saudável;
  • manter o peso adequado;
  • não fumar;
  • não ingerir bebida alcoólica em excesso;
  • praticar exercícios físicos;
  • ingerir menos sal;
  • fazer acompanhamento regular.

Os pacientes com hipertensão também devem receber a solicitação dos seguintes exames:

  • exame de urina;
  • exame de sangue;
  • eletrocardiograma;
  • teste de esforço.

Desigualdade social e falta de acesso à saúde de qualidade

Apenas 9% dos pacientes mais pobres da PNS de 2019 receberam cuidados adequados; enquanto entre os de classe social mais alta esse número sobe para 33%.

Apesar da desigualdade social ser um dos principais fatores para a falta de acesso à saúde de qualidade, este não é o único fator que impactou na falta de cuidados para pacientes com hipertensão.

Segundo Elaine Tomasi, epidemiologista e uma das autoras do artigo, não há uma única razão que explique estes resultados. 

“Estamos falando do tempo pré-pandemia. Então, no macro, identificamos diversas possíveis causas, tais como: a Emenda Constitucional 95 que cortou importantes recursos para o Sistema Único de Saúde e a promulgação da nova versão da Política Nacional de Atenção Básica – responsável por mais de 70% dos atendimentos principalmente para a população mais vulnerável”, informa Tomasi.

A epidemiologista ainda cita a importância da educação continuada e melhores condições de trabalho para profissionais da saúde para que os pacientes com hipertensão recebam os cuidados adequados. 

“Se você fortalece o provimento dos profissionais de saúde, o benefício não é apenas para os hipertensos. Estende a todos os pacientes com doenças crônicas e não crônicas”, recomenda.

Como tratar a hipertensão?

A hipertensão é uma doença que afeta principalmente o funcionamento correto do coração. O órgão precisa trabalhar muito mais sob a alta pressão arterial, aumentando riscos de acidente vascular cerebral (derrame), problemas cardiovasculares e renais.

Para evitar o surgimento desses problemas de saúde, é necessário controlar os níveis de pressão, adotando hábitos saudáveis e fazendo uso de medicamentos. 

Veja abaixo alguns cuidados indicados para o tratamento da hipertensão.

  1. Praticar exercícios físicos regularmente; 
  2. Evitar o estresse;
  3. Ter uma alimentação saudável e pobre em sal;
  4. Parar de fumar tabaco;
  5. Ter um peso corporal adequado;
  6. Evitar ingestão de bebida alcoólica;
  7. Ter um bom convênio ou plano de saúde.

Ter um bom plano de saúde permite que você receba o melhor atendimento em casos de emergência, além de ter acesso a clínicas, laboratórios e médicos especializados que estarão prontos para lhe atender da melhor forma.

Com um bom plano de saúde você pode marcar consultas e exames com mais facilidade, ser atendido rapidamente e ter acesso a tratamentos complexos e internações.

Convênios com até 30% de redução de custo

Help Technology entende a importância de ter acesso a saúde de qualidade, por isso oferece os melhores planos do mercado com redução de até 30% de custo! Temos parceria com a E7 Seguros e juntos entregamos saúde de qualidade sem prejudicar a sua saúde financeira!

Você pode continuar com o seu plano atual, frequentando os mesmos hospitais e clínicas e passando pelos mesmos médicos: pagando menos!

Oferecemos convênios médico, odontológico, familiar, individual e empresarial. Conheça nossos planos:

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficou interessado? Entre em contato conosco no WhatsApp (11) 4746 8556 e faça sua cotação.

Gostou do post? Visite o blog da Help para ler mais assuntos como este.

Para mais infos:

Telefone: (11) 4746 8556 (São Paulo)

Telefone: 0800 591 5517 (demais localidades)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *